quarta-feira, 16 de novembro de 2016

A Transição Capilar


Em janeiro fiz minha última escova progressiva e em julho  resolvi cortar grande parte do cabelo alisado. Foi uma decisão radical, pois eu não estava sabendo lidar com o cabelo com duas texturas muito diferentes uma da outra e sabia que a unica forma de não desistir de alisar a raiz era se fizesse o big chop logo de uma vez.

Bem, ficou assim quando eu cortei.




Eu cortei sem fazer a mínima ideia de como cuidar de cabelo cacheado/ondulado. Nessa fase a parte alisada ainda era maior que a natural. As vezes era mais fácil fazer escova e deixar todo liso. Foi o que fiz, por exemplo,  na viagem para Campinas, na final da Olimpíada  Nacional em História do Brasil. Como a correria seria grande, não queria me preocupar com o cabelo e fui escovada.
Entre julho e outubro  comprei um monte de creme pra testar. Aprendi a lidar melhor com meu cabelo e ele cresceu super rápido. Percebi então que ele não cacheava por culpa da parte alisada que pesava e atrapalhava a finalização. Era hora de um nova tesourada e em novembro fiz o segundo corte.


Assim é como ele está agora. Aprendi muito mais de finalização e já tenho uma boa noção de quais cremes funcionam. Claro que tem dias que o cabelo está simplesmente "selvagem", não vou mentir para você que a transição é fácil. Quanto ao comprimento, gosto bastante do curtinho,  me adaptei rápido, mas quero que ele cresça. Quero que fique na altura do pescoço, um bob clássico. 
A transição capilar mexe com toda a auto imagem  e percepção que temos de nós mesmas. É uma jornada de autoconhecimento e autoestima, mas deixo pra falar disto noutra oportunidade.


segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Raissa Santana, a Miss Brasil que me Representa

Sábado a noite foi a escolha da Miss Brasil 2016 e desta vez tivemos uma variedade étnica bem grande entre as candidatas. Isso deixava a esperança de ter uma sucessora bem diferente da  miss 2015 Martina Brandt, que é linda, mas representa o ideal europeu branca-loura-olhos claros, personalização da Barbie. O que sabemos, muito distante das brasileiras que encontramos no nosso cotidiano.
Primeira que o concurso possui variedade de etnias entre as misses 


A vencedora foi a lindíssima Raissa Santana.  A escolha dessa moça é um avanço pra nós mulheres mulatas e negras, pois é a primeira vez que temos nossa pele e nosso cabelo sendo considerado símbolo de beleza. Esse fato trará um aumento na autoestima de meninas e mulheres que, como eu estão lutando pra aceitar o cabelo cacheado e volumoso como algo simplesmente belo e de que devemos nos orgulhar. 
Sempre vimos nesses concursos cabelos impecavelmente modelados por secadores e baby liss e padronizados. Enquanto isso, nós que levamos também horas modelando e cuidando dos nossos cachos,  éramos tidas como erradas e ouvindo que devíamos alisar o cabelo.  Eu por exemplo, alisava mesmo. Não tínhamos modelos pra seguir, a indústria de cosméticos não nos enxergava. Era mais fácil alisar e fazíamos isso. 
Agora tem negra de cabelão volumoso usando coroa, sim! Agora podemos copiar a maquiagem de uma miss Brasil, agora podemos correr para o Instagram dela e ver o que miss usa no cabelo, agora podemos comprar um batom da mesma cor sem pensar "mas será que essa cor fica bem em pele escura?". A coroa é da Raissa, mas a vitória é de muitas mulheres que esperavam esse momento chegar.





Uma foto publicada por Raissa Santana (@santana_raissa) em




E a torcida para ela arrasar no Miss Universo só cresce. 

terça-feira, 6 de setembro de 2016

Unhas Fracas: como tratar? (Parte II)

Em um post anterior eu tinha descrito a minha luta contra as unhas fracas e com descamação. Agora, passados 8 meses de tentativas, posso dizer que achei a solução: Vitaminas.
Meu segundo palpite estava certo. Os esmaltes não fazem efeito algum e o jeito mais confiável é tratar as deficiências de minerais e vitaminas. Não fui em dermatologista ou algo assim. E como não tenho nenhum problema de saúde( sei disto graças aquela visita semestral no gineco que pede todos os exames do mundo) ou alergias graves apelei para um remédio bem famoso: Pantogar
Na farmácia que fui não tinha o Pantogar. Mas a atendente falou que podiam manipular a fórmula e que sairia muito mais em conta e segui a dica dela. Outro ponto a favor é que minha mãe usa essa fórmula pra deixar os cabelos fortes e as unhas delas são ótimas. Algumas pessoas usam para o cabelo, outras para as unhas.  A indicação dele é para ambos os casos.

Essa foto é de quando comecei a tomar a versão manipulada do Pantogar. Da pra ver como a situação das unhas estava muito ruim. Mandei manipular o suficiente para 30 dias e comecei a ver resultados no fim desse ciclo.
No mês seguinte passei a tomar o Lanvitan e venho mantendo com ele.  Hoje em dia eu tenho desleixado bastante de tomar o remédio e por isso meu resultado ainda não é de cura total.
No momento só a unha do dedão ainda descama, então tenho manter sempre esmaltada. Deixar sem esmalte me faz ficar cutucando e puxando lascas de unha o que só piora a situação.
Também tenho tentando comer mais verduras e frutas. Os vegetais fornecem as vitaminas que precisamos, basta ter regularidade no consumo deles. Se alimentar de forma saudável é um desafio da vida moderna, porém quem não o enfrenta paga uma conta alta na farmácia, não adianta chorar. 


Uma foto publicada por Alee Rocha (@ahleticia) em

Essas são minhas unhas atuais. Não tirei foto antes da esmaltação, todavia a foto está em close e mostra que o estado delas é bem melhor que em março. Não estão extra fortes e longas, entretanto não são mais as unhas de papel que me incomodavam tanto.


quarta-feira, 6 de abril de 2016

Passarinhos

Adoro começar o dia ouvindo músicas calmas e o rapper Emicida vem me acompanhando, com suas lindas canções, em muitas manhãs. Estou encantada com a poesia -protesto deste moço. 





Passarinhos

Despencados de voos cansativos
Complicados e pensativos
Machucados após tantos crivos
Blindados com nossos motivos
Amuados, reflexivos
E dá-lhe antidepressivos
Acanhados entre discos e livros
Inofensivos

Será que o sol sai pra um voo melhor
Eu vou esperar, talvez na primavera
O céu clareia e vem calor vê só
O que sobrou de nós e o que já era
Em colapso o planeta gira, tanta mentira
Aumenta a ira de quem sofre mudo
A página vira, o são delira, então a gente pira
E no meio disso tudo
Tamo tipo

Passarinhos
Soltos a voar dispostos
A achar um ninho
Nem que seja no peito um do outro
Passarinhos
Soltos a voar dispostos
 A achar um ninho Nem que seja no peito um do outro

Coisa mais linda!

quarta-feira, 30 de março de 2016

Mas porque eu tenho um blog?

"Nenhum homem inocente compra uma arma
Nenhum homem feliz escreve suas memórias."

 Esta citação não é literal, apenas algo que me lembro de um livro chamado "O Lago das Águas Paradas" que eu li por volta dos 12 anos de idade. Nem era um livro adequado para a minha idade na época. E, talvez por isso algumas verdade e ironias presentes nele me marcam até hoje, seja na forma de escrever ou de ver as coisas. Nunca mais achei este livro em bibliotecas ou livrarias. Então nem pude colocar a citação da forma correta. Espero não ter cometido nenhuma crime ao atribuir uma frase tal qual eu lembro à Garrison Keillor.
A frase lá em cima me faz lembrar do porque eu tenho um blog e o porquê de algumas pessoas também os terem.  Não que sejamos todos infelizes. Mas, é fato que quanto mais sozinha eu estou, quanto menos diversão real ou até problemas reais, mais posts.
Espero que você não esteja tentando ligar super blogs a este texto. Não seja tolo de achar que eu sou a boba que pensa que super-it-blogueiras escrevem um blog apenas para aparecer e arrumar algum preenchimento do vazio existencial por meio da web. Estou falando apenas deste bloguinho pé de chinelo. 
Neste últimos tempos meu numero de posts vem caindo e sei bem porque. Rompi relações, comecei novas, rompi de novo, tive ambientes de trabalho difíceis, estive as voltas com a reforma da minha casa. Enfim: Eu estava vivendo. Sou saudosa da função antiga da blogosfera, quando tudo era apenas uma rede de diários virtuais.
A necessidade de aparecer está intrínseca no ato de criar um blog, não há como fugir disto. Mas eu, que já estava acostumada com a feira de resenhas fajutas, com a chatice dos comentários" tô te seguindo, me segue" ainda me surpreendi quando a coisa começou a exceder à loucura, com moças passando a posar nuas para um mísero post ou quando repetem exaustivamente o amor a um produto que alguns posts atrás odiavam.
Sabe quando alguém passa por você com a calça com zíper aberto e você olha a sua para ver se não está aberta também? Pois é mais ou menos o que fiz nesta retirada. Senti vergonha por estar num espaço onde tem tenta coisa vergonhosa e relações desleais. E na duvida de estar ou não abusando e fazendo estas tais coisas eu preferi ficar quieta.
E me dei férias também das caixas de comentários pois eles também viraram um ambiente hostilizante. Antes a gente fazia amizades nestes ambiente

 Não tenho pressões neste blog. As pessoas chegam aqui pelo acaso, familiares nem sabem que ele existe, amigos vieram uma vez ou outra e já o esqueceram. O que torna esse blog apenas um espaço para despejar uma logorreia das brabas.

* obs: Esse texto ficou no rascunho de 2013 até 2016. Decidi publicá-lo agora porque me pareceu atual, três anos anos depois faço as mesmas reclamações a cerca da blogosfera e continuo saudosa.

domingo, 27 de março de 2016

Unhas Fracas: como tratar?

Houve épocas da minha vida que minhas unhas eram fortes, grande e resistentes. Mas, estes bons tempos estão longe da minha realidade atual. Faz anos que elas se mostram mais fracas e quebradiças. Porém, no último ano elas começaram a lascar e descamar. Diante disto e do desespero fiz o que me pareceu mais certo: Corri para a loja de cosméticos atrás de fortalecedores.
Comprei "só"  isso aqui no inicio de Janeiro:



Dois meses depois e o resultado foi: NENHUM
Perdi dois meses. Ficou mais claro pra mim que meu problema é endógeno.  Então fui atrás de fórmulas vitamínicas para unhas e cabelos. Fiz vários exames no ultimo ano e sei que não tenho doenças graves ou hormonais. Então só pode ser carência de vitaminas e minerais decorrente das dietas e do meu ritmo cotidiano. Além das perdas normais que me acometem depois que fiz trinta anos. 
Estou tomando uma versão manipulada do Pantogar e não joguei fora os fortalecedores de unha. Continuo os usando regurlamente. Uso a Nutribase da Colorama antes de esmaltar e quando estou sem esmaltes uso o reparador notuno da Risqué. Detalhe, eu o uso qualquer hora que me dá vontade e não só à noite. 
Agora vou aguardar mais dois meses e ver se as Vitaminas + fortalecedores de unhas combinados vão me salvar. #Oremos

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Para copiar: Make Up da Gigi Hadid

Tenho a minha seleção de imagens de cabelo e make-up para copiar e este look da Gigi Hadid definitivamente vai entrar e ocupar lugar entre as favoritas. 
A maquiagem e cabelo da gata são super fáceis de fazer e muito usáveis em qualquer hora do dia: Olhos com sombras pérola e dourada, rímel, batom roxo/violeta com lápis de contorno vermelho e cabelos presos em um coque alto.
A pele está leve, radiante e iluminada. Essa parte eu vou ignorar porque aqui no Tocantins, com 40 graus constante nesta época do ano, difícil é não ficar brilhando. Então: vou usar pó matificante mesmo. 
Gigi Hadid é modelo da Maybelline e estava em um evento da marca. Portanto, é muito provável que o batom usado é o 681 Vibrant Violet. Mas pode ser substituído aqui no Brasil pelo Vult 73.


Olhando a foto de corpo inteiro da moça a gente tem que encarar a realidade: só dá pra copiar o cabelo e maquiagem.  Em primeiro lugar porque não posso; em segundo porque eu não devo. E por último,bem no fim da lista,  porque eu não gostei mesmo. 

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Elysée


oBoticário lançou mais um perfume da linha "Eau de parfum". O lindo da vez é o Elysée. 

O Frasco lembra uma joia e bem é bonito. A duração dos parfum é bem prolongada e por isso, o fato do frasco ter apenas 50 ml não o desabona. Bom que a gente já lembra de não pesar a mão, né? Afinal, em terras quentes como o meu Tocantins, parfuns devem ser usados com muita parcimônia. 





Abaixo o release oferecido pela marca:
ELYSÉE É UM EAU DE PARFUM EM FORMA DE JOIA. SUA FRAGRÂNCIA ÚNICA É ELABORADA ATRAVÉS DO PROCESSO OUR PUR, QUE CAPTA A FRAÇÃO MAIS PURA E PRECIOSA DE UMA ESSÊNCIA. O FRASCO É CUIDADOSAMENTE LAPIDADO E PRODUZIDO NA FRANÇA, NA MESMA FÁBRICA ONDE SÃO FEITOS OS FRASCOS MAIS ICÔNICOS DA PERFUMARIA INTERNACIONAL. O EAU DE PARFUM
DE O BOTICÁRIO PARA MULHERES EXUBERANTES E FEMININAS. TUDO EM ELYSÉE REMETE AO UNIVERSO DO LUXO E SOFISTICAÇÃO.
CADA DETALHE FOI PENSADO PARA SURPREENDER VOCÊ.  COM A FAMÍLIA OLFATIVA CHYPRE FLORAL E INGREDIENTES NATURAIS EXCEPCIONAIS VINDOS DA ITÁLIA, LAOS E INDONÉSIA, SELECIONADOS POR ESPECIALISTAS.




quarta-feira, 30 de setembro de 2015

David Beckham para H&M



Eu nunca me canso de ver David Beckham: o homem era meu sonho adolescente. E agora que fez 40 anos, continua tão ou mais lindo ainda. Beckham assina uma coleção de roupas para a H&M, que não venderá aqui na nossa terra, mas serve para a gente da uma olhada na campanha e apreciar muito mais desta maravilha de homem. 

No vídeo da campanha o comediante Kevin Hart (realiza o meu sonho) segue David Beckham 24 horas por dia, numa espécie de laboratório para interpretá-lo em um filme. 




Divertidíssima, elegante e de muito bom gosto a propaganda. 








segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Encontramos o Príncipe Encantado

Nós estudamos, temos bons empregos, cuidamos do corpo e da saúde, temos casa, carro e somos independentes. Basicamente, nós nos tornamos a pessoa com quem queríamos casar. Nós somos o príncipe encantado.

Mas o machismo ainda é dominante nos nossos dias . A grande prova disto é que quando postei essa frase da imagem no meu Facebook muita gente achou eu tinha terminado meu relacionamento. Foi tipo "agora ela não tem homem e por isso está postando frases feministas". 

Não, não terminei meu relacionamento. E nós mulheres não somos feministas por falta de macho. Somos feministas por falta de igualdade de direitos.